Marketing para clínica veterinária: saiba como captar clientes

marketing para clínica veterinária

O marketing para clínica veterinária evoluiu e ganhou força nos últimos anos. Isso porque com a ajuda das redes sociais e a mudança de hábitos dos tutores, os pets ganharam uma nova posição de destaque nos lares.

Justamente por isso, os serviços veterinários estão sendo mais procurados. E, com isso, também aumenta a necessidade de ter uma presença digital para ser visto como uma referência perante o seu potencial cliente.

Isso porque, assim como os médicos e outros profissionais liberais, os médicos veterinários também possuem algumas restrições de publicidade. Portanto, especialmente para quem está saindo da faculdade e montando o seu consultório, é importante saber fazer o marketing para clínica veterinária da forma correta a fim de evitar complicações.

Por isso, verifique neste artigo algumas dicas de como você pode desenvolver o marketing para clínica veterinária e ter sucesso na sua carreira.

Médico veterinário: como se deu o crescimento da demanda

Nesse sentido, como você percebeu, a demanda por serviços veterinários cresceu. A sociedade está cada vez mais voltada aos cuidados com os animais de pequeno porte, como cães, gatos, passarinhos, peixes e furões.

Sendo assim, o cachorro, por exemplo, que antes fica relegado a uma casinha no quintal, hoje tem até caminhas especiais dentro de casa. Desta forma, com a maior proximidade com o tutor, os problemas de saúde ficaram mais evidentes. Logo, é mais fácil perceber quando o pet está ferido ou com algum distúrbio alimentar.

Nestes casos, as clínicas veterinárias são um alento para amenizar a preocupação dos donos de animais de estimação. Mas no momento de procurar por estes serviços, a internet é um terreno fértil.

Portanto, para estar presente antes que o problema aconteça, é importante que o marketing para clínica veterinária utilize as ferramentas eficazes do Marketing Digital. Sobre este tema, veja mais detalhes a seguir.

Marketing para clínica veterinária: como desenvolvê-lo

O marketing para clínica veterinária pode seguir tanto o formato tradicional, de panfletos e anúncios em revistas, como o formato digital. Afinal, como a audiência nas redes sociais e na internet de maneira geral é considerável, é arriscado menosprezar esse meio de comunicação.

Portanto, dentro do Marketing Digital há uma ferramenta indispensável para médicos veterinários: é o Marketing de Conteúdo.

Na prática, ele consiste na geração de conteúdo relevante para o seu público. É por isso, por exemplo, que são tão comuns conteúdos orgânicos (não pagos) na internet, como dicas de como acalmar seu cão ou sugestões de como incentivar seu gato a beber mais água.

Tais tipos de postagens, seja nas redes sociais ou nos blogs, portanto, fazem o seu potencial cliente se envolver com a sua marca antes de efetivar uma consulta e, posteriormente, virar um cliente assíduo.

Mas uma dúvida que paira no ar é: esse tipo de marketing para clínicas veterinárias é permitido na profissão? Sobre este tema, confira mais informações a seguir.

Publicidade: veja quais são as restrições do CFMV

A resolução 780/2004 do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) impõe algumas restrições no momento de fazer o marketing para clínica veterinária.

Sendo assim, não é possível divulgar técnicas e tratamentos sem uma eficácia científica comprovada, não é permitido fazer propaganda enganosa ou ainda publicar fotos de pacientes para demonstrar o sucesso num tratamento.

Outro detalhe é que deve-se veicular o material de divulgação com o nome completo, inscrição no conselho regional e especialização do médico veterinário para comprovar a sua veracidade.

Em resumo, como você pôde perceber, além de pequenas restrições, o marketing para clínica veterinária é totalmente legal e pode ser aplicado a seu favor se forem usadas as ferramentas certas, como um site funcional.

E, então, quer conhecer mais detalhes sobre como é possível chegar a um marketing bem-sucedido? Conheça os serviços da Agência 638, que é especializada em profissionais liberais.